Header Ads

Seo Services

Prefeito de Coité é condenado pelo TRE e diz que acusação não tem provas suficientes.


A defesa de Francisco de Assis (PT), prefeito de Conceição de Coité condenado por compra de votos pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA)  declara que a acusação não tem provas suficientes para afastar o gestor e por isso está tranquila com a resolução do caso em favor do petista.

Mesmo condenado, Assis continua no cargo até que não exista mais possibilidade de se recorrer à decisão em instâncias superiores. Em nota, os advogados do prefeito minimizam a acusação de que Assis teria comprado gasolina em troca de votos nas eleições de 2016. “A denúncia foi feita pelos derrotados nas urnas, foi rejeitada em primeira instância e também pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) por completa falta de provas”, argumentou. 

Ainda segundo os defensores, uma das testemunhas da compra de votos paga pelo prefeito pode ser desacreditada por aparecer em inúmeras postagens nas redes sociais ao lado de lideranças políticas adversárias de Assis no municípios. 

Nenhum comentário