Header Ads

Seo Services

Michel Temer diz a aliados que disputará a reeleição.



As circunstâncias políticas podem até fazer o presidente Michel Temer mudar de ideia. Mas, hoje, sua disposição é de ser, sim, candidato à reeleição. Segundo o BR18, Do Estadão, Temer já comunicou a vários interlocutores diretos e começou a discutir como fará esse movimento. O presidente não quer apenas defender o que considera legado de seu governo, tirando a economia da UTI. Ele quer proteger também sua reputação. Em vez de esperar que aliados o protejam, decidiu ele mesmo rebater as acusações e críticas que tem recebido e considera injustas. Ainda segundo a publicação, Temer vai assumir sua própria defesa pública.
Ministros – A três semanas do fim do prazo previsto em lei, ao menos nove ministros do governo Michel Temer planejam deixar os cargos para disputar as eleições deste ano. São eles: Marx Beltrão (MDB-AL): Turismo; Ricardo Barros (PP-PR): Saúde; Sarney Filho (PV-MA): Meio Ambiente; Fernando Coelho Filho (sem partido-PE): Minas e Energia;  Maurício Quintella (PR-AL): Transporte; Leonardo Picciani (MDB-RJ): Esporte; Osmar Terra (MDB-RS): Desenvolvimento Social; Mendonça Filho (DEM-PE): Educação e Helder Barbalho (MDB-PA): Integração Nacional. Outros dois ministros – Henrique Meirelles (PSD-SP) Fazenda e Gilberto Kassab (PSD-SP), Ciência, Tecnologia e Comunicações, ainda não decidiram se vão deixar os cargos (mas podem sair); cinco já disseram que permanecerão no governo; e dois não disseram que sim nem que não.

Nenhum comentário